5 Fatos Sobre Nutrição que Não Contam aos Homens

A pesquisa Vigitel do Ministério da Saúde realizada em 2015 mostrou que os homens não adotam hábitos saudáveis: 57% têm sobrepeso e 18% deles estão obesos. Além disso, 25% consomem bebida alcoólica e o tabagismo também é mais frequente entre os homens: 13% deles fumam.


Pensando nisso, separamos 5 dicas para você não negligenciar mais a sua saúde.


1. Aumente o consumo de proteínas

Uma ingestão energética total deficiente em proteínas e carboidratos pode comprometer a síntese proteica e, consequentemente, o ganho de força e massa livre de gordura, além da perda de massa magra.


Portanto, é necessária a ingestão  de aminoácidos essenciais, que podem ser encontrados em produtos de origem animal, tais como: carne, frango, ovos, dentre outros.


2. Consuma mais vitaminas C e E

Consumir nutrientes saudáveis, incluindo vitaminas C e E (dois antioxidantes mais potentes), pode ajudar a reduzir os níveis de inflamação e estresse oxidativo e, com isso, reduzir o desgaste e a lesão das suas artérias coronárias.

 

Algumas fontes de vitamina C: goiaba, morango, kiwi, mamão, caju, acerola, manga, laranja, amora e limão.

 

Algumas fontes de vitamina E: couve, espinafre, brócolis - folhas verdes escuras, aspargos e repolho.


3. Verifique seus níveis de vitamina D

Grande parte do nosso consumo de vitamina D é produzida pelos nossos corpos em resposta à exposição solar. 

 

De acordo com estudos, 99,6% dos homens brasileiros possuem carência de vitamina D. A quantidade de vitamina D que absorvemos dos alimentos é muito baixa, por isso é indicado a exposição solar e a suplementação.

 

Entretanto, cada caso deve ser tratado com particularidade, fazendo anamnese completa e analisando os exames necessários, para então repor a vitamina D com suplementação.


4. Pegue leve com os carboidratos refinados

Trocar os carboidratos refinados por grãos integrais, é uma das maneiras de consumir fibras. Que contribuem para aumentar a saciedade e, dessa forma, auxiliar tanto no controle do peso como, por consequência, na redução do risco de diabetes tipo 2.

 

Evite bolachas recheadas, pães refinados, bebidas açucaradas, dentre outros alimentos ultraprocessados e dê preferência a carboidratos integrais.


5. Consuma frutos do mar

Os ácidos graxos ômega 3 encontrados no salmão e na sardinha, por exemplo, são fundamentais para ajudar a reduzir a inflamação associada à obesidade, demência, diabetes do tipo 2 e doenças cardiovasculares. 


Ainda na falta de ingestão, é possível optar pela suplementação, mas claro, de forma individualizada, devendo ser analisada por um nutricionista.



Equipe editorial SetYou

Revisão final: Ana Paula Lambert

Nutricionista - CRN: 63926/P

Quer personalizar suas vitaminas, suplementos e fitoterápicos?


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados