5 Maneiras de Aumentar a Serotonina Sem Medicação

A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro e beneficia de diversas formas a nossa saúde e bem-estar.

Ela é conhecida por:

  • Promover um sono de qualidade ajudando a regular os ritmos circadianos
  • Ajudar a regular o apetite
  • Ajudar a promover o aprendizado e a memória
  • Melhorar o humor e sensação de felicidade

Abaixo listamos 5 formas naturais de aumentar a serotonina.

1. Alimentação

Uma das formas de aumentarmos a concentração de serotonina é através do consumo de alimentos ricos em triptofano. O triptofano é um aminoácido que é convertido em 5-hidroxitriptofano (5-HTP), que posteriormente é convertido em serotonina (5-HT) no seu cérebro. O triptofano é encontrado principalmente em alimentos ricos em proteínas, incluindo peru e salmão.

Porém não é tão simples absorver alimentos ricos em triptofano, graças a algo chamado barreira hematoencefálica. Esta é uma capa protetora ao redor do seu cérebro que controla o que entra e sai dele.

Uma pesquisa sugere que comer carboidratos junto com esses alimentos, especialmente aqueles que são fonte de fibras, pode ajudar na absorção do triptofano. 

2. Exercícios

Se exercitar ajuda a ativar a liberação de triptofano em seu sangue. Isso também pode diminuir a quantidade de outros aminoácidos, criando um ambiente ideal para mais triptofano chegar ao seu cérebro.

Exercícios aeróbicos, em um nível que você fique confortável, parece ter mais efeito. Então ache aquele treino aeróbico que te faça feliz ou experimente uma aula de dança. O objetivo aqui é acelerar seu coração.

3. Luz solar 

Pesquisas sugerem que a serotonina tende a ficar mais baixa no inverno e mais alta no verão e outono. O impacto conhecido da serotonina no humor ajuda a apoiar uma ligação entre esta descoberta e a ocorrência de transtornos afetivos sazonais e problemas da saúde mental ligados às estações do ano. 

Passar um tempo no sol parece ajudar a aumentar os níveis de serotonina e pesquisas que exploram esta ideia sugerem que sua pele pode ser capaz de sintetizar serotonina. (2)

4. Suplementos

Alguns suplementos podem ajudar a ativar a produção e liberação de serotonina aumentando o triptofano.

Como por exemplo 5-HTP, que pode ajudar a aumentar a serotonina e reduzir os sintomas da depressão. Este suplemento pode facilmente entrar em seu cérebro e produzir serotonina. Um pequeno estudo de 2013 sugere que ele funciona tão efetivamente quanto antidepressivos para aqueles com sintomas iniciais de depressão. (3, 4)

Antes de experimentar um novo suplemento, verifique com seu médico.

5. Pensamentos Positivos

Pouca serotonina pode afetar negativamente o seu humor, mas um bom humor poderia ajudar a aumentar os níveis de serotonina? Algumas pesquisas sugerem que sim. (5)

Pensar em algo que faz você se sentir bem pode ajudar a aumentar a serotonina em seu corpo, o que pode ajudar a melhorar o seu humor no geral.

Lembre-se que o humor é algo complexo, e não é sempre fácil mudá-lo. Mas, às vezes, apenas o processo de tentar direcionar seus pensamentos para um lugar positivo pode ajudar.

Quando procurar ajuda

Se você está tentando aumentar a serotonina para melhorar sintomas relacionados ao humor, incluindo os da depressão, estes métodos podem não ser suficientes.

Algumas pessoas possuem níveis mais baixos de serotonina devido à sua química cerebral, e não há muito o que você possa fazer quanto a isso sozinho. Além disso, os transtornos do humor envolvem uma mistura complexa de química cerebral, ambiente, genética, e outros fatores.

Se você achar que seus sintomas estão começando a afetar sua vida diária, considere procurar ajuda de um profissional da saúde.

Referências Bibliográficas:

  1. https://www.longdom.org/open-access/nutrient-and-stress-management-2155-9600-1000528.pdf
  2. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3779905/ 
  3. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S1876201812001177?via%3Dihub
  4. https://www.dovepress.com/5-htp-efficacy-and-contraindications-peer-reviewed-article-NDT 
  5. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2077351/ 
Equipe Editorial SetYou
Revisão final: Andressa Caroline Alves (farmacêutica responsável)



Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados