Office Address

123/A, Miranda City Likaoli Prikano, Dope

Phone Number

+0989 7876 9865 9
+(090) 8765 86543 85

Email Address

support@tadathemes.com
example.mail@example.com

9 Suplementos para a Imunidade

9 Suplementos para a Imunidade

O sistema imunológico consiste em uma rede complexa de células, processos e produtos químicos que defendem constantemente seu corpo contra patógenos invasores, incluindo vírus, toxinas e bactérias.

 

Manter o sistema imunológico saudável é fundamental para prevenir infecções e doenças. Para isso, é necessário cultivar hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada e nutritiva, uma boa noite de sono (respeitando o ciclo circadiano) e uma rotina constante de exercícios. 

 

Além disso, suplementar com certas vitaminas, minerais, fitoterápicos e outras substâncias pode melhorar a resposta imunológica e potencialmente proteger contra doenças.

 

Algumas vitaminas e suplementos que podem ajudar a fortalecer a sua imunidade são: 

 

Vitamina D

 

A vitamina D é um nutriente solúvel em gordura, essencial para a saúde e o funcionamento do sistema imunológico. 

 

Pode ser produzida na pele a partir da exposição solar ou pode ser fornecida pré-formada através da alimentação. Porém, apenas 10% a 20% da vitamina D necessária provém da dieta. Os outros 80% a 90% são metabolizados a partir da exposição ao sol.

 

A Vitamina D aumenta a resposta das nossas células de defesa contra os patógenos e diminui a inflamação, o que ajuda a promover a resposta imunológica. (1)

 

Porém, a falta dessa vitamina pode afetar negativamente a função imune. Baixos níveis de vitamina D estão associados a um maior risco de infecções do trato respiratório superior, incluindo gripe e asma alérgica. (2)

Zinco

 

O zinco é um mineral que está presente em todos os tecidos e fluidos corporais, principalmente no tecido muscular, nos ossos e, em menor quantidade, na pele.

 

Ele desempenha uma função central no fortalecimento do nosso sistema imunológico, afetando positivamente a proteção do organismo contra infecções.  Também é necessário para o desenvolvimento e a comunicação das células imunológicas e desempenha um papel importante na resposta inflamatória.

 

A deficiência deste nutriente afeta significativamente o funcionamento adequado do seu sistema imunológico, resultando em um aumento do risco de infecção e doenças, incluindo pneumonia. (3, 4)

 

A deficiência de zinco atinge cerca de 2 bilhões de pessoas no mundo e é muito comum em pessoas mais velhas. Cerca de 30% dos adultos mais velhos são considerados deficientes desse nutriente. (5)

 

Estudos revelam que os suplementos de zinco podem proteger contra infecções de trato respiratório, como um resfriado comum. Além disso, essa suplementação pode ser benéfica para aqueles que já estão doentes também. (6, 7)

 

Em um estudo de 2019, 64 crianças hospitalizadas com infecções agudas do trato respiratório inferior tomaram 30mg de zinco por dia. Isso levou à diminuição da duração total da infecção e reduziu o tempo de internação em uma média de 2 dias, em comparação com o grupo placebo. (8)

Vitamina C

 

A vitamina C é talvez o suplemento mais popular tomado para proteger contra infecções devido ao seu importante papel na saúde imunológica.

 

Essa vitamina garante a função de várias células do sistema imunológico e aumenta sua capacidade de proteção contra infecções. Também é necessária para a morte celular, o que ajuda a manter seu sistema imunológico saudável, eliminando as células velhas e substituindo-as por novas. (9, 10)

A vitamina C também atua como um poderoso antioxidante, protegendo contra os danos induzidos pelo estresse oxidativo, que ocorre com o acúmulo de moléculas reativas, conhecidas como radicais livres. O estresse oxidativo pode afetar negativamente a saúde imunológica e está ligado a inúmeras doenças. (11)

 

A suplementação com vitamina C demonstrou reduzir a duração e a gravidade de infecções do trato respiratório superior, incluindo o resfriado comum. (12)

 

Uma grande revisão de 29 estudos com 11.306 pessoas demonstrou que a suplementação regular com vitamina C em uma dose média de 1-2 gramas por dia reduziu a duração dos resfriados em 8% em adultos e 14% em crianças. (13)

 

Esses resultados confirmam que os suplementos de vitamina C podem afetar significativamente a saúde imunológica, especialmente naqueles que não obtêm vitamina suficiente por meio da dieta.

 

Cúrcuma

 

A cúrcuma é uma espécie de raiz com propriedades medicinais. É comumente utilizada para tratar condições envolvendo dor e inflamação e, desde os tempos antigos, é utilizada na prevenção e tratamento de diversas doenças.

 

O principal componente da cúrcuma é a curcumina, uma substância amarelada com potentes propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. A atuação da cúrcuma na imunidade ocorre principalmente devido a estas propriedades.

 

Os estudos relacionando a cúrcuma à imunidade e à inflamação são muito focados em suas propriedades reguladoras da inflamação, antioxidantes e anticancerígenas.

 

Em um estudo de 2019 com 60 meninas adolescentes acima do peso ou obesas, o uso da cúrcuma resultou em efeitos benéficos e significativos na regulação da inflamação e nos marcadores de estresse oxidativo. (14)

Própolis

O própolis é uma substância resinosa produzida pelas abelhas por meio da flora e utilizada na construção e proteção de suas colmeias.

 

É utilizado há milênios com objetivos medicinais, sendo tradicionalmente usado como anti-inflamatório e em machucados, principalmente de mucosas. Também é utilizado no tratamento de queimaduras, aftas, herpes, dentre outros.

 

Os benefícios do própolis para a imunidade são atribuídos principalmente às suas propriedades antibacterianas e fungicidas. Além disso, há diversos estudos que evidenciam as suas propriedades biológicas associadas aos seus componentes antioxidantes e anti-inflamatórios, incluindo diferentes classes de polifenois. (15)

 

Astaxantina 

 

A astaxantina é um carotenóide de ocorrência natural e coloração vermelha encontrado em algas, no camarão, na lagosta, no caranguejo e no salmão, o que lhes confere a sua cor rosada.

Sua potente atividade antioxidante contribui para a prevenção dos danos causados pela oxidação das células do organismo, melhorando diversas funções biológicas e sendo uma aliada nos processos anti-inflamatórios e anti-envelhecimento. Carotenóides também estão associados a outras funções biológicas, como o suporte à atividade da vitamina A, modulação genética e comunicação intercelular.

Um estudo comparativo demonstrou que a atividade antioxidante da astaxantina contra radicais livres foi a mais alta versus outros carotenóides. Outros estudos relacionaram o uso da astaxantina à melhora da atividade imune, à redução de marcadores biológicos relacionados à inflamação e ao bloqueio dos danos oxidativos no DNA, além de apresentar também a redução do estresse oxidativo em indivíduos obesos e fumantes. (16, 17)

Astragalus

 

O astragalus é uma planta medicinal cuja raiz é utilizada na medicina chinesa há milênios, principalmente para reforçar o sistema imune, dar energia, tratar gripes e resfriados, reduzir o estresse, entre outros.

 

Mais de 100 compostos já foram identificados no astragalus, incluindo flavonoides, saponinas, polissacarídeos e aminoácidos. A combinação da atividade biológica de tais ativos conferem ao astragalus as suas propriedades, sendo utilizado para estimular o sistema imune, inibir as reações inflamatórias, como antioxidante, para proteção cardiovascular, incluindo a redução da glicemia, e auxílio em tratamentos de doenças do fígado e contra o câncer. 

 

Diversos são os estudos do Astragalus na atuação contra doenças e fortalecimento do sistema imune, demonstrando sua potencial utilização na regulação do sistema imune, tanto na imunidade inata quanto na adquirida. Alguns deles testaram o Astragalus até mesmo em conjunto com a quimioterapia para fortalecer os pacientes no tratamento de câncer, como ocorreu em dois estudos de 2020. (18, 19)

 

Equipe Editorial SetYou 

Revisão final: Andressa Caroline Alves (farmacêutica da SetYou)

 

Referências:

 

  1. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6164750/ 
  2. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3738984/ 
  3. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2820120/ 
  4. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2854541/ 
  5. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5748737/ 
  6. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/19710611/ 
  7. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27255474/ 
  8. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6548996/ 
  9. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29099763/
  10. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9374039/ 
  11. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5927356/ 
  12. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5707683/ 
  13. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23440782/ 
  14. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31206225/ 
  15. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4034638/ 
  16. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10775364 
  17. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20205737 
  18. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32243990/ 
  19. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32308547/ 



    Quer personalizar suas vitaminas, suplementos e fitoterápicos?

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados


    Comece a se sentir melhor

    Faça nossa avaliação gratuita para obter sua suplementação diária e personalizada entregue na sua porta.

    Entrar