Dor ou nódulos no seio: é câncer?


Uma dor aguda no seio, às vezes até com um pouco de sensibilidade, pode gerar preocupação e levar a maioria das mulheres a se questionar: é algo sério?

As mamas são glândulas cuja função principal é a produção de leite. Na viagem desde sua produção nos lóbulos, o leite é levado até os mamilos por pequenos ductos. Quando há uma proliferação de células epiteliais malignas que recobrem esses ductos e lóbulos, podemos ter o surgimento de um tumor maligno: um câncer de mama. A jornada para esse diagnóstico frequentemente começa com a detecção de um caroço  no local, que incentiva uma consulta médica. 

Mas muitas vezes o câncer de mama não apresenta sintomas no estágio inicial, e por isso os métodos de rastreamento são tão importantes para que se identifique precocemente. 



Sinais e sintomas

Nos países com um sistema de rastreamento bem desenvolvido, a maioria dos tumores é identificado pela mamografia. Contudo, uma porcentagem das mulheres é diagnosticada com uma massa na mama que ainda não foi vista na mamografia, ou até mesmo com uma massa notada  entre os intervalos de mamografias.

Geralmente, o que se nota é um nódulo único, não doloroso e endurecido no seio.  Outros sinais podem estar presentes inicialmente: 


- mudanças no formato do mamilo

- dor no seio ou um novo nódulo que não some após sua próxima menstruação

- secreção mamilar de um seio que é transparente, vermelha, marrom ou amarela

- nódulo duro com bordas irregulares, que é mais provável de ser maligno.




Além disso existem sinais que podem aparecer mais tardiamente :

- retração ou rotação para dentro do mamilo

- aumento de um seio

- ondulação da superfície do seio

- um nódulo existente que aumenta

- perda de peso não intencional

- aumento dos linfonodos na axila



Apresentar um ou mais desses sintomas não significa necessariamente que você tem câncer de mama. Consulte seu médico para obter uma avaliação completa se você apresentar algum desses sinais e sintomas.


Diagnóstico

O diagnóstico do câncer de mama geralmente começa com a mamografia, que é utilizada para que se identifique precocemente o tumor. Outros exames, dentre eles o físico, podem auxiliar. Posteriormente, uma biópsia da lesão pode ser necessária. 




Exame físico


Seu médico examinará seus seios além de checar problemas e quaisquer secreções do mamilo. É feito uma palpação coordenada dos seios com as pontas dos dedos  Ele também pode checar suas e axilas para procurar nódulos.



Histórico médico


Seu médico fará perguntas sobre seu histórico de saúde, incluindo quaisquer medicamentos que você possa estar tomando, além de perguntar sobre  histórico médico dos membros mais próximos de sua família. Além disso, o médico perguntará por seus antecedentes ginecológicos e obstétricos, como inicio de menstruação precoce, primeira gestação tardia, e menopausa tardia. Esses três fatores,entre outros, se correlacionam  com risco de desenvolvimento do câncer de mama. 

 

Tratamentos para câncer de mama

Os tratamentos podem variar de acordo com o tipo e o estágio do tumor, levando-se em consideração fortemente se temos ou não evidências de metástases a distância. 

Sem essas evidências, o objetivo é a cura e aumento da sobrevida. E nesse caso temos a terapia primária ( tratamento cirúrgico e radioterapia),  ou a terapia sistêmica como a quimioterapia e terapia antiestrogênica, na tentativa de tratar micrometástases que podem ter escapado.  

A depender dos estágios, metástases, probabilidades de recidivas e tipos de câncer de mama, as indicações de tratamento podem ser quimioterapia ( Uso de drogas anticâncer para eliminação das células neoplásicas), Radioterapia ( radiação para eliminação direta do tumor), Hormonioterapia, ou até mesmo combinações desses métodos terapêuticos. Mas não se preocupe, seu médico a orientará sobre a terapêutica mais indicada.

  

Cuidado e prevenção

 

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum em mulheres, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, com exceção do câncer de pele. Se você estiver preocupada com dor ou sensibilidade no seio é importante se manter informada sobre os fatores de risco e sinais do câncer de mama.


A melhor forma de combatê-lo é com a detecção rápida. Fale com seu médico sobre quando você deveria começar a agendar mamografias regulares.

Se você estiver preocupada que sua dor ou sensibilidade na mama possa ser algo grave, marque uma consulta com seu médico hoje mesmo.



Considerações importantes: 

  • O  câncer de mama é principalmente uma doença de mulheres em idade mais avançada, mas também atinge mulheres jovens. 
  • Homens também podem ser acometidos por Câncer de mama. 
  • Se você mulher está acima dos 40 anos, deve se submeter ao exame das mamas anualmente. Se está na faixa etária entre 20 e 40 anos, o exame pode ser feito de 2 a 3 anos.

 

Equipe editorial SetYou

Responsável revisão final: Dr. Ederson Evaristo

Médico – CRM: 208557


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados