Ganhe 15% de desconto e acompanhamento farmacêutico em qualquer assinatura!

Phone Number

Email Address

Cálcio

O cálcio é um mineral essencial para a nossa saúde, pois atua em diversas funções biológicas. Ele é benéfico principalmente para a saúde óssea e muscular, além de ser indispensável durante a gestação. Principalmente encontrado no leite e derivados, também pode ser obtido através da suplementação. Nosso Cálcio Carbonato foi testado em laboratório para garantir maior qualidade e ação no organismo.

O cálcio é um dos minerais mais abundantes do nosso corpo e é importante em diversas funções no organismo. Além de seu papel estrutural na formação e manutenção dos ossos e dentes, também está envolvido nos processos de contração muscular, contração vascular e vasodilatação, coagulação sanguínea e transmissão de impulsos nervosos, entre outras funções.

Embora existam vários fármacos à base de cálcio para reposição do organismo, existem diferenças entre eles nas vias de administração, proporção de cálcio por grama, velocidade e quantidade absorvida, sendo às vezes, com indicação terapêutica diferente. O Cálcio Carbonato contém 40% de cálcio elementar e, portanto, fornece uma grande quantidade de cálcio em uma pequena porção. 

A ingestão de cálcio recomendada é de 1000mg por dia para adultos até 50 anos de idade e 1200 mg por dia para adultos com idade superior a 50 anos. O baixo consumo de cálcio está relacionado a vários efeitos maléficos, em destaque para a raptura de cálcio dos ossos, levando a descalcificação de estruturas funcionais do organismo. Desta forma, para os indivíduos com insuficiente e baixo consumo de cálcio recomenda-se  suplementação periódica de mineral. 

Estudos demonstram que a suplementação de cálcio pode auxiliar na prevenção e tratamento de osteoporose, evitando quedas e fraturas bem como, atuando como complemento das necessidades orgânicas de cálcio, em estados deficientes e para o tratamento de hipocalcemia.

Um estudo randomizado controlado, 1471 mulheres pós-menopáusicas saudáveis ​​(com idade de 74 +/- 4 anos) foram submetidas a suplementação de 1g/dia de cálcio com objetivo de avaliar os efeitos na densidade óssea e incidência de fratura ao longo de 5 anos. Como resultado do estudo, a suplementação de cálcio teve um efeito benéfico significativo na densidade óssea e na alta renovação óssea, sendo esta um fator de risco de fratura por si só. 

Em concordância com esses achados, em um estudo clínico duplo-cego, randomizado e controlado, desta vez realizado com 323 homens, a suplementação de 600 ou 1200 mg de cálcio ou placebo diariamente foi realizada por um período de 2 anos. A densitometria óssea no final do estudo  aumentou significativamente para o grupo que recebeu o suplemento em relação ao placebo (1–1,5%).

Uma meta-análise de 2012 incluindo todos os ensaios clínicos randomizados até a data de publicação, nos quais o cálcio foi utilizado para prevenir fraturas e perda óssea osteoporótica foram avaliados. 29 estudos clínicos randomizados (n = 63.897) Como resultado da pesquisa, nos  estudos que relataram fratura como resultado (17 estudos, n = 52 625), o tratamento foi associado a uma redução de risco de 12% em fraturas de todos os tipos. Nos estudos que relataram a densidade mineral óssea como resultado (23 estudos, n = 41 419), o tratamento foi associado a uma taxa reduzida de perda óssea de 0,54% no quadril e 1,19% na coluna vertebral. 

Desta forma as evidências mostram que pode-se esperar que os suplementos de cálcio melhoram a densidade mineral óssea a longo prazo e diminuem o risco de fratura.  

No período da menopausa, a alterações hormonais intrínsecas do processo fisiológico levam à piora da absorção de cálcio pelo organismo. Estudos avaliam os efeitos na suplementação para essa amostra populacional,  categorizado como grupo de risco para osteoporose.

Os ensaios clínicos randomizados demonstraram que a suplementação de cálcio diminui a perda óssea na pós-menopausa. Um estudo avaliou os efeitos da administração de 1g de cálcio por mulheres na pós-menopausa (± 58 anos) durante 2 anos na perda óssea. Como resultado, a suplementação levou à diminuição da taxa média de perda de densidade mineral óssea corporal total em 43%. Em um estudo da mesma faixa etária 1 ano de suplementação de 1600 mg de cálcio foi associado a diferenças na densitometria óssea de 2% na coluna em comparação com o placebo.

 

Referências:

1 Institute of Medicine (US) Committee to Review Dietary Reference Intakes for Vitamin D and Calcium. Dietary Reference Intakes for Calcium and Vitamin D. Ross AC, Taylor CL, Yaktine AL, Del Valle HB, editors. Washington (DC): National Academies Press (US); 2011. PMID: 21796828.

2 Reid IR, Mason B, Horne A, Ames R, Reid HE, Bava U, Bolland MJ, Gamble GD. Randomized controlled trial of calcium in healthy older women. Am J Med. 2006 Sep;119(9):777-85. doi: 10.1016/j.amjmed.2006.02.038. PMID: 16945613.

3 Reid IR, Mason B, Horne A, Ames R, Reid HE, Bava U, Bolland MJ, Gamble GD. Randomized controlled trial of calcium in healthy older women. Am J Med. 2006 Sep;119(9):777-85. doi: 10.1016/j.amjmed.2006.02.038. PMID: 16945613.

4 Tang BM, Eslick GD, Nowson C, Smith C, Bensoussan A. Use of calcium or calcium in combination with vitamin D supplementation to prevent fractures and bone loss in people aged 50 years and older: a meta-analysis. Lancet. 2007 Aug 25;370(9588):657-66. doi: 10.1016/S0140-6736(07)61342-7. Erratum in: Lancet. 2012 Sep 1;380(9844):806. PMID: 17720017.

5 Reid IR, Ames R, Mason B, Reid HE, Bacon CJ, Bolland MJ, Gamble GD, Grey A, Horne A. Randomized controlled trial of calcium supplementation in healthy, nonosteoporotic, older men. Arch Intern Med. 2008 Nov 10;168(20):2276-82. doi: 10.1001/archinte.168.20.2276. PMID: 19001206.

6 Reid IR, Ames RW, Evans MC, Gamble GD, Sharpe SJ. Effect of calcium supplementation on bone loss in postmenopausal women. N Engl J Med. 1993 Feb 18;328(7):460-4. doi: 10.1056/NEJM199302183280702. Erratum in: N Engl J Med 1993 Oct 21;329(17):1281. PMID: 8421475.

7 Reid IR, Ames RW, Evans MC, Gamble GD, Sharpe SJ. Effect of calcium supplementation on bone loss in postmenopausal women. N Engl J Med. 1993 Feb 18;328(7):460-4. doi: 10.1056/NEJM199302183280702. Erratum in: N Engl J Med 1993 Oct 21;329(17):1281. PMID: 8421475.

8 Riggs BL, O'Fallon WM, Muhs J, O'Connor MK, Kumar R, Melton LJ 3rd. Long-term effects of calcium supplementation on serum parathyroid hormone level, bone turnover, and bone loss in elderly women. J Bone Miner Res. 1998 Feb;13(2):168-74. doi: 10.1359/jbmr.1998.13.2.168. PMID: 9495509.

9 Devine A, Dick IM, Heal SJ, Criddle RA, Prince RL. A 4-year follow-up study of the effects of calcium supplementation on bone density in elderly postmenopausal women. Osteoporos Int. 1997;7(1):23-8. doi: 10.1007/BF01623455. PMID: 9102058.

 

Os estudos científicos aqui contemplados são para informação somente. Os resultados reportados não necessariamente ocorrerão em todos os indivíduos. A SetYou provê tal informação como um serviço gratuito e não recebe qualquer compensação pelos estudos referenciados.

Comece a se sentir melhor

Faça nossa avaliação gratuita para obter sua suplementação diária e personalizada entregue na sua porta.

Deseja ir para a Área de Clientes?

Quer fazer seu Multi personalizado?