Cúrcuma

Cúrcuma

Os estudos científicos aqui contemplados são para informação somente. Os resultados reportados não necessariamente ocorrerão em todos os indivíduos. A SetYou provê tal informação como um serviço gratuito e não recebe qualquer compensação pelos estudos referenciados.

A cúrcuma, açafrão-da-índia, açafrão-da-terra ou turmérico é uma espécie de raiz com propriedades medicinais. A cúrcuma é um tempero amplamente utilizado na comida asiática, principalmente no curry. É comumente utilizada para tratar condições envolvendo dor e inflamação e, desde os tempos antigos, é utilizada na prevenção e tratamento de diversas doenças.

A principal componente da cúrcuma é a curcumina, uma substância amarelada com potentes propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, e também anticancerígenas, anti-angiogênese e antimetastáticas.

Estudos sobre a Cúrcuma

Imunidade e Inflamação

A função da inflamação é eliminar a causa inicial da lesão, coordenar as reações do sistema imune inato, eliminar as células lesadas e os tecidos danificados para iniciar a reparação dos tecidos e restaurar a função.

A atuação da Cúrcuma na imunidade se dá principalmente através de suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Os estudos relacionando a Cúrcuma à imunidade e à inflamação são relativamente recentes e muito focados em suas propriedades reguladoras da inflamação, antioxidantes e anticancerígenas.

Em um estudo com 60 meninas adolescentes acima do peso ou obesas o uso da Cúrcuma resultou em significativa alteração benéfica nos marcadores de estresse oxidativo bem como na regulação da inflamação.

Referências:

1 On the antioxidant mechanism of curcumin: classical methods are needed to determine antioxidant mechanism and activity.

Barclay LR, Vinqvist MR, Mukai K, Goto H, Hashimoto Y, Tokunaga A, Uno H, 2000

2 Curcumin induces glutathione biosynthesis and inhibits NF-kappaB activation and interleukin-8 release in alveolar epithelial cells: mechanism of free radical scavenging activity.

Biswas SK, McClure D, Jimenez LA, Megson IL, Rahman I, 2005

3 Antioxidant and anti-inflammatory properties of curcumin.

Menon VP, Sudheer AR, 2007

4 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Jurenka JS, 2009

5 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Li M, Yue GG, Tsui SK, Fung KP, Lau CB, 2018

6 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Arablou T, Kolahdouz-Mohammadi R, 2018

7 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Catanzaro M, Corsini E, Rosini M, Racchi M, Lanni C, 2018

8 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Kahkhaie KR, Mirhosseini A, Aliabadi A, Mohammadi A, Mousavi MJ, Haftcheshmeh SM, Sathyapalan T, Sahebkar A, 2019

9 Anti-inflammatory properties of curcumin, a major constituent of Curcuma longa: a review of preclinical and clinical research.

Saraf-Bank S,, Ahmadi A, Paknahad Z, Maracy M, Nourian M,2019

Articulações

Os benefícios da Cúrcuma no tratamento da dor e melhor funcionamento das articulações já são amplamente estudados e reconhecidos, posicionando a mesma como um poderoso ingrediente para este objetivo.

Dois estudos, 2009 e 2014 compararam os efeitos da Cúrcuma com o Ibuprofeno no tratamento de pacientes com osteoartrite no joelho. Foram mais de 450, com nível de dor igual ou superior a 5, submetidos ao estudo, que concluiu que a Cúrcuma, além de segura, possui efeito semelhante ao ibuprofeno e com menos efeitos colaterais (gastrointestinais).

Outros dois estudos, sendo um duplo-cego e controlado com placebo, também concluíram pela eficácia superior da Cúrcuma no tratamento da dor e melhora da funcionalidade das articulações em pacientes com artrite. Além disso, já existe medicamento registrado à base de curcumina para o tratamento de artrite em pacientes da Georgia.

Referências:

1 Efficacy and safety of Curcuma domestica extracts in patients with knee osteoarthritis.

Kuptniratsaikul V, Thanakhumtorn S, Chinswangwatanakul P, Wattanamongkonsil L, Thamlikitkul V, 2009

2 Product-evaluation registry of Meriva®, a curcumin-phosphatidylcholine complex, for the complementary management of osteoarthritis.

Belcaro G, Cesarone MR, Dugall M, Pellegrini L, Ledda A, Grossi MG, Togni S, Appendino G, 2010

3 A randomized, pilot study to assess the efficacy and safety of curcumin in patients with active rheumatoid arthritis.

Chandran B, Goel A, 2012

4 Curcuminoid treatment for knee osteoarthritis: a randomized double-blind placebo-controlled trial.

Panahi Y, Rahimnia AR, Sharafi M, Alishiri G, Saburi A, Sahebkar A., Phytotherapy Research, 2014

5Efficacy and safety of Curcuma domestica extracts compared with ibuprofen in patients with knee osteoarthritis: a multicenter study.

Kuptniratsaikul V, Dajpratham P, Taechaarpornkul W, Buntragulpoontawee M, Lukkanapichonchut P, Chootip C, Saengsuwan J, Tantayakom K, Laongpech S, 2014

Saúde do Cérebro

Estudos recentes tem associado a Cúrcuma a importantes benefícios para o cérebro como a diminuição de placas beta amiloides, retardo na degradação dos neurônios, quelação de metais, efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, que, por sua vez beneficiam a saúde cerebral e à melhora na memória, inclusive de pacientes com Alzheimer.

Em 2014, 56 paciente com problemas de depressão foram recrutados para um estudo com duplo-cego e controlado com placebo. Os efeitos da Cúrcuma se mostraram significativos na melhora de diversos sintomas relacionados ao humor, principalmente a partir da 4ª semana.

Em 2018 ocorreu o primeiro estudo de longo prazo (18 meses), controlado com placebo e duplo-cego, e adultos saudáveis. O uso de 90mg duas vezes ao dia resultou em significativa melhora da memória e atenção. O estudo também sugere que benefícios comportamentais e cognitivos estão associados à redução de placas e emaranhados neurais que ocorreram nos pacientes submetidos ao uso da curcumina.

Referências:

1 Curcumin reverses the effects of chronic stress on behavior, the HPA axis, BDNF expression and phosphorylation of CREB

Ying Xu, Baoshan Ku, Lu Tie, Haiyan Yao, Wengao Jiang, Xing Ma, Xuejun Li, 2006

2 The effect of curcumin (turmeric) on Alzheimer's disease: An overview

Shrikant Mishra and Kalpana Palanivelu, 2008

3 Antidepressant-like effects of curcumin in WKY rat model of depression is associated with an increase in hippocampal BDNF

Laura L.Hurley, Luli Akinfiresoye, Evaristus Nwulia, Atsushi Kamiya, Amol A.Kulkarni, Yousef Tizabi, 2012

4 Curcumin for the treatment of major depression: a randomised, double-blind, placebo-controlled study

Lopresti AL, Maes M, Maker GL, Hood SD, Drummond PD., Journal of affective disorders, 2014

5 Memory and Brain Amyloid and Tau Effects of a Bioavailable Form of Curcumin in Non-Demented Adults: A Double-Blind, Placebo-Controlled 18-Month Trial

Small M.D., Prabha Siddarth Ph.D., Zhaoping Li M.D., Ph.D.Karen J. Miller Ph.D., Linda Ercoli Ph.D., Natacha D. Emerson M.A., Jacqueline Martinez M.B.A. M.S., Koon-ong Wong Ph.D., Jie Liu Ph.D., David A. Merrill M.D. Ph.D., Stephen T. Chen M.D., Susanne M. Henning Ph.D. R.D., Nagichettiar Satyamurthy Ph.D., Sung-Cheng Huang D.Sc., David Heber M.D. Ph.D., Jorge R. Barrio Ph.D., 2018

Saúde do Coração

Estudos recentes tem demonstrado o efeitos benéficos da Cúrcuma na saúde do coração devido às suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, antitrombóticas e efeitos protetores cardiovasculares.

Em um estudo de 2019, duplo-cego e controlado por placebo, 90 pacientes entre 50 e 69 anos, com sobrepeso e algum grau de hipertensão foram submetidos ao uso de cúrcuma por 12 semanas. Ao final, o grupo que consumiu a cúrcuma apresentou decréscimo significativo nos níveis de proteína C-reativa, fator alfa necrose tumoral, interleucina 6 e molécula de adesão intercelular-1. Comparado ao grupo placebo, os usuários da cúrcuma apresentaram significativa redução nos níveis de glucose, hemoglobina A1c, triglicerídeos e aumento nos níveis de colesterol HDL, além de melhora na saúde geral, vitalidade, saúde mental e humor.

Em outro estudo de 2012, 121 pacientes sujeitos à cirurgia de revascularização coronária receberam curcuminoides (ou placebo) por 8 dias, sendo 3 antes e 4 depois da cirurgia. O uso de curcuminoide reduziu significativamente a incidência de infarto miocardial quando comparado aos usuários de placebo (13,1% vs 30,0%), sugerindo efeitos cardioprotetores da cúrcuma potencialmente relacionados às suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Também de 2012, 32 mulheres em estado de pós menopausa foram submetidas a um estudo aonde as usuárias de cúrcuma e as submetidas a exercício físicos apresentaram melhora na dilatação fluxo-mediada, sugerindo que ambos podem melhorar a função endotelial relacionada à idade.

Os efeitos antioxidantes da curcumina estão relacionados também à redução da cardiotoxicidade induzida pelo adriamycin e pode prevenir complicações cardiovasculares em diabéticos.  Os efeitos anti-trombo, anti-proliferativos e anti-inflamatórios, além dos seus efeitos na redução de colesterol sugerem que a cúrcuma pode proteger contra aterosclerose e atenuar o desenvolvimento da hipertrofia cardial, parada cardíaca e arritmias (em modelos com animais).

Referências

1 The protective role of curcumin in cardiovascular diseases.

Wongcharoen W, Phrommintikul A., 2009

2 Effects of curcuminoids on frequency of acute myocardial infarction after coronary artery bypass grafting.

Wongcharoen W, Jai-Aue S, Phrommintikul A, Nawarawong W, Woragidpoonpol S, Tepsuwan T, Sukonthasarn A, Apaijai N, Chattipakorn N., 2012

3 Curcumin ingestion and exercise training improve vascular endothelial function in postmenopausal women.

Akazawa N, Choi Y, Miyaki A, Tanabe Y, Sugawara J, Ajisaka R, Maeda S., 2012

4 Hot Water Extract of Curcuma longa L. Improves Serum Inflammatory Markers and General Health in Subjects with Overweight or Prehypertension/Mild Hypertension: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Trial.

Uchio R, Muroyama K, Okuda-Hanafusa C, Kawasaki K, Yamamoto Y, Murosaki S, 2019