Silimarina

Silimarina

Os estudos científicos aqui contemplados são para informação somente. Os resultados reportados não necessariamente ocorrerão em todos os indivíduos. A SetYou provê tal informação como um serviço gratuito e não recebe qualquer compensação pelos estudos referenciados.

A Silimarina é um conjunto de compostos ativos  extraídos da planta Silybum marianum , popularmente conhecida no Brasil como Cardo de leite, ou Cardo Mariano. 

A planta,que possui uma linda flor roxa, é encontrada na Europa, Estados Unidos e América do Sul, e vem sendo usada na medicina tradicional por mais de 2000 anos. 

Possui diversos benefícios para saúde cognitiva, saúde dos ossos e potencial controle glicêmico. No entanto, é mais conhecida por seu grande efeito hepatoprotetor, antioxidante e antinflamatório. 

Seus benefícios hepáticos são analisados em diversos estudos, ao passo que seus outros benefícios cada vez mais passam a ser estudados pela comunidade científica. 

Estudos sobre Silimarina

Saúde do fígado

A Silimarina tem grande efeito protetor do fígado, e com frequência é utilizada como terapia complementar por pessoas com danos hepáticos causados por álcool, gordura no fígado ( esteatose), Hepatite e etc. 

 Um estudo de 1989 com 170 pessoas com cirrose hepática analisou os efeitos benéficos da Silimarina. Durante um período observacional de 41 meses, essas 170 pessoas receberam 420 mg de Silimarina ou placebo. Observou-se uma melhora significativa na taxa de sobrevivência, com efeito mais efetivo em pacientes com cirrose de causa alcoólica.  

Os estudos com Silimarina muitas vezes são realizados em pacientes que já possuem acometimento hepático. Em estudo duplo-cego de 2015, 99 pessoas passando por quimioterapia foram divididas em 2 grupos. O primeiro grupo recebeu 210 mg diariamente de Silimarina, enquanto o segundo grupo recebeu placebo. Como resultado, o grupo que recebeu silimarina apresentou redução dos danos causados pela quimioterapia no fígado.  

Em uma metanálise de 2008, os efeitos da Silimarina em doenças hepáticas foram analisados em 19 estudos clínicos. Em pacientes tratados com Silimarina ( em comparação a placebo) foi encontrado menor taxa de  mortalidade e insuficiência hepática. 

Silimarina também tem sido utilizada em diversos estudos com animais. Em estudo de 2014 com ratos, o grupo que recebeu Silimarina mostrou menos marcadores oxidativos do fígado. Esse resultado sugere que Silimarina protege contra danos oxidativos hepáticos

 

Referências:

1 Randomized controlled trial of silymarin treatment in patients with cirrhosis of the liver.

Ferenci P, Dragosics B, Dittrich H, Frank H, Benda L, Lochs H, Meryn S, Base W, Schneider B., Journal of hepatology, 1989

Silymarin (Milk Thistle) can revoke liver enzyme changes during chemotherapy of breast cancer with Taxanes.

Mohaghegh F, Solhi H, and Kazemifar AM. , European journal of integrative medicine, 2015.

3 An updated systematic review with meta-analysis for the clinical evidence of silymarin.

Saller R, Brignoli R, Melzer J, Meier R., Forsch Komplementärmed, 2008

4 Milk Thistle impedes the development of carbontetrachlorid-induced liver damage in rats through suppression of bcl-2 and regulating caspase pathway.

Aslan A, Can MI., 2014.