Tribulus terrestris

Tribulus terrestris

Os estudos científicos aqui contemplados são para informação somente. Os resultados reportados não necessariamente ocorrerão em todos os indivíduos. A SetYou provê tal informação como um serviço gratuito e não recebe qualquer compensação pelos estudos referenciados.

O Tribulus terrestris é uma erva daninha, com folhas verdes e flores amarelas, nativa de regiões quentes, temperadas e tropicais do Velho Mundo, como o sul da Europa e sul da Ásia, além de ao longo da África e da Austrália. Também conhecida como videira da punctura ou abrolhos, seus frutos e folhas são utilizados tanto na Medicina Tradicional Chinesa quanto na Ayurveda.

Tradicionalmente, as pessoas vêm usando o Tribulus terrestris para potenciais benefícios como melhorar a libido, a saúde da tração urinária e redução de inchaço. Também tem sido muito utilizada para o aumento de testosterona, porém estudos até o momento mostram que a suplementação com Tribulus não altera o nível do hormônio.

Além do uso tradicional, a erva tem sido mais amplamente analisada pela comunidade científica e bons estudos estão emergindo. O potencial benefício do Tribulus no aumento da libido já consta com alguns estudos em humanos, controlados com placebo e duplo-cego, como apresentamos a seguir.

Estudos sobre o Tribulus terrestris

Libido

Em 2014, um estudo duplo-cego, controlado por placebo, analisou o impacto do uso de Tribulus terrestris por 67 mulheres durante 4 semanas. O grupo tratado com a erva apresentou, quando comparado ao grupo de controle, melhora significativa no Índice de Função Sexual Feminino (FSFI), na libido, excitação, lubrificação, satisfação e dor, sem qualquer efeito colateral relacionado ao uso da substância. 

Em um estudo de 2014, duplo-cego e controlado por placebo, 30 homens, todos com mais de 60 anos, se submeteram ao tratamento com Tribulus terrestris por 30 dias. O estudo conclui que o Tribulus terrestris não foi mais eficaz que placebo no trato de disfunção erétil e não alterou os níveis de testosterona.

Em 2017, um estudo duplo-cego, controlado com placebo, submeteu 86 homens entre 18 e 65 anos - incluindo alguns pacientes com diabetes, hipertensão, disfunção erétil e síndrome metabólica - ao tratamento com Tribulus terrestris por 12 semanas. Ao final do estudo, os indivíduos que consumiram o Tribulus apresentaram melhora significativa na satisfação sexual, função orgásmica, libido e satisfação geral, quando comparado ao grupo de controle. Não houve diferença de incidência de eventos adversos e o tratamento foi bem tolerado. Após as 12 semanas, também houve melhora significativa na função sexual dos indivíduos com disfunção erétil de leve a moderada que se submeteram ao tratamento com Tribulus quando comparado ao grupo de controle.

Referências:

1 Tribulus Terrestris for Treatment of Sexual Dysfunction in Women: Randomized Double-Blind Placebo - Controlled Study.

C A Santos Jr , L O Reis , R Destro-Saade , A Luiza-Reis , A Fregonesi, 2014

2 Tribulus Terrestris Versus Placebo in the Treatment of Erectile Dysfunction: A Prospective, Randomized, Double Blind Study.

Zdravko Kamenov , Svetlana Fileva , Krassimir Kalinov , Emmanuele A Jannini, 2017